O Curso de Verão de Brasília, CIVEBRA, é uma atividade criada pelo primeiro diretor do CEP-EMB, Levino de Alcântara, ocorrendo desde então a cada mês de janeiro. Inicialmente, esses cursos tinham a duração de um mês inteiro, tendo passado há bem mais de uma década a durar cerca de duas semanas e meia. Entretanto, apesar dessa atividade ser referenciada principalmente como um curso de música, também sempre acumulou o caráter de festival, devido à serie de concertos que são igualmente oferecidos ao público em seu período de duração, o que tem sido uma atração significativa, muito prestigiada, quase única para o público de Brasília, em época típica de menor atividade cultural da cidade.

Até 1985, apenas a música erudita era enfocada no CIVEBRA. Após essa data, tendo assumido a direção do CEP-EMB o prof. Carlos Galvão, ano em que também criou o núcleo de Música Popular em nossa escola, igualmente nos cursos de verão esse gênero de música passou a acontecer tanto em aulas, quanto nos concertos. Desse modo, desde longa data, o CEP-EMB não pode ser considerado como uma escola de ensino exclusivo da música erudita tradicional, visto contemplar muitos outros gêneros de música, dentre eles a dita MPB, o Jazz, o choro, além da música erudita antiga e contemporânea em suas várias tendências, todas praticadas nas mais diferentes formações instrumentais e vocais. Do mesmo modo, como reflexo, nos cursos de verão todos esses gêneros de música têm sido cultivados.